De onze a dezesseis de junho no Centro Cultural Usiminas Instagram
Instagram
Marcelo Xavier no Arte em Família com a oficina "Construindo Personagens em Massinha"
16/06
Domingo
Diversão garantida no fim de semana do 12º Salão do Livro
Programação cultural voltada para famílias reúne mais de 3 mil participantes no fim de semana

A programação tem sido intensa desde o início 12º Salão do Livro Vale do Aço. E no fim de semana (15 e 16/06), a programação cultural trouxe famílias de toda região para se divertirem com as atrações do evento. Espetáculos, oficinas, contações de histórias e lançamentos de livros, cineminha literário tomaram conta do Salão.

Mais de 60 famílias participaram do Arte em Família “Construindo Personagens de Massinha”, com Marcelo Xavier. Cerca de 80 crianças aprenderam a fazer brinquedos na oficina “Brinquedos de Papelão”, com Gustavo Mobri, no sábado e domingo. Nesta tarde, Assis de Zévila e equipe Eco Planet ensinaram as famílias a criarem o seu “Cantinho Ambiental”.

Os lançamentos de livros infantis e infantojuvenis, além das contações de histórias de Ricardo Albino, Grupo Historiarte, Paulo Fernandes, Bruno Santiago do projeto “Pai tem que fazer de tudo”; de Daniela Alves do grupo Dama Espaço Cultural, show de Geléia e Gelatina animaram o fim de semana do Salão.

14/06
Sexta
Feira do Livro está com títulos a preços promocionais
Com editoras de todo o país, Feira do Livro tem livros a partir de R$2

Na 12ª edição do Salão do Livro a tradicional Feira do Livro cresceu e está está dividida em 2 ambientes. Traz as principais novidades literárias e os clássicos, que podem ser achados nos 24 estandes de expositores, reunindo as principais distribuidoras e editoras do estado de Minas Gerais.

E o melhor: as editoras e distribuidoras trouxeram vários títulos a preços promocionais, a partir de R$2, além de diversos títulos vendidos por R$5 e R$10.

Durante a grade de programação cultural serão sorteados vales livros a todos os participantes. Os vales-livros deverão ser trocados até amanhã 15 de junho (sábado), na Feira do Livro. A venda dos vales-livros ou a troca dos vales-livros por terceiros é proibida, sujeita a penalidades.

Saiba onde encontrar seus livros favoritos - um pouco mais sobre cada expositor da Feira de Livros:

Estande 1 – Escritores do Vale

Estandes 2 e 3 – Editora Paulus

Estandes 4 e 5 – Magia dos Livros + WMF Martins Fontes + Estrela Cultural

Estande 6 – Editora Aletria

Estande 7 – Mazza Editora (Literatura Afro Brasileira)

Estandes 8 e 9 – Páginas Editora + Editora Portal

Estandes 10 e 11 – Editora Lê

Estande 12 – Uni Duni Editora

Estandes 13 e 14 – Uni Duni e Lê

Estandes 15 e 16 – Maluco por Leitura

Estande 17 – Eis Editora + Maria das Graças Toledo

Estande 18 – Floramanga Produção Cultural

Estandes 19 e 20 – Polilivros

Estandes 21 e 22 – Grupo Editorial Autêntica + Editora Évora + Novo Conceito

Estandes 23 e 24 – Leitura Vale do Aço

13/06
Quinta
Escritores promovem lançamento duplo no 12º Salão do Livro
Os escritores João André Grossi e H.Keise lançam livros no sábado, às 15h

Na tarde do dia 15 de junho (sábado), João André Grossi lança o livro "Coração esquecido", no Café Literáio. A obra conta a história de um avô e um neto que são acometidos do mesmo problema: um coração esquecido. Um livro que fala de perda, mas também sobre como lidar com ela.

No mesmo dia e horário, João convida H.Keise para também lançar sua obra com o título Restabeleça.

A programação é gratuita e aberta ao público.

12/06
Quarta
Espetáculo com alunos da Apae encanta abertura do 12º Salão do Livro
Com patrocínio da Usiminas, maior evento literário do leste de Minas vai até o próximo domingo, 16 de junho

O primeiro dia de atrações do 12º Salão do Livro Vale do Aço, realizado na noite de terça-feira (11/06), foi marcada pela intervenção artística “O que fica?”, da artista e pesquisadora Denise Maria, sobre violência contra a mulher, e pelo espetáculo teatral “Mundo ao Avesso”, apresentado pelos estudantes e educadores da Apae, com apoio de músicos convidados, sob direção do Grupo Casa Laboratório. O evento de abertura contou com a presença do diretor-executivo de Produção da Usiminas, Américo Ferreira Neto, da presidente da Câmara Mineira do Livro, Gláucia Gonçalves; de vereadores e do presidente da Câmara Municipal de Ipatinga, Jadson Heleno, além de autoridades representando as prefeituras de Timóteo, Ipatinga e Coronel Fabriciano.

Realizado com recursos da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, por meio do patrocínio da Usiminas, o evento vai até o próximo domingo (16/06), com espetáculos teatrais e musicais, oficinas, contações de histórias, exposições, bate-papos com escritores, lançamentos de livros, Cineminha Literário, Biblioteca Volante do Sesc em Minas, além da tradicional Feira do Livro. A solenidade de abertura contou com a tradução por intérprete de Libras, assim como os espetáculos teatrais com presença de surdos e os bate-papos com escritores.Todas as atividades

11/06
Terça
12º Salão do Livro começa nesta terça-feira
Noite de abertura inicia com intervenção às 18h seguida de solenidade às 19h, no Teatro do Centro Cultural Usiminas

A 12ª edição do Salão do Livro Vale do Aço abre suas hoje (11/06), às 18h, no Centro Cultural Usiminas. O evento literário de grande representatividade no Leste mineiro vai até domingo (16/06) e discute o tema “sublimação”.

Realizado com recursos da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, por meio do patrocínio da Usiminas, o evento traz espetáculos teatrais e musicais, oficinas, contações de histórias, exposições, bate-papos com escritores, lançamentos de livros, Cineminha Literário, Biblioteca Volante do Sesc em Minas, além da tradicional Feira do Livro. Todas as atividades são gratuitas.

A primeira atração do evento literário será a intervenção urbana “O que fica?”, da artista e pesquisadora Denise Maria, no dia 11/6 (terça-feira), às 18h, no Jardim Literário do Centro Cultural Usiminas. A performance irá propor uma reflexão sobre diversas formas de violência contra mulheres e vulneráveis, além de questões relacionadas ao bullying e ao assédio moral. A intervenção é aberta ao público.

Ainda nesta terça (11/06), às 19h, a abertura solene do 12º Salão do Livro Vale do Aço será no Teatro do Centro Cultural Usiminas, com a participação de representantes da Usiminas, Instituto Usiminas, Câmara Mineira do Livro, Sesc em Minas Gerais e demais apoiadores, seguida do espetáculo "Mundo ao avesso" , de João Carlos Cardoso, do Grupo Casa Laboratório, que leva ao palco instituições de amparo a pessoas com Síndrome de Down e reúne dança, música e teatro. Entrada gratuita.

Ao fim da solenidade, as exposições que integram a programação permanente do 12º Salão do Livro estarão abertas à visitação. O fotógrafo Wellington Silveira lança a exposição “Entre Linhas” durante o momento “Alinhavando conversas com recuperandos da Apac”, a partir das 20h, na Galeria Hideo Kobayashi. Também serão abertas à visitação as exposições de fotografia e no “Reino das Diferenças”, ambas do Projeto Tina Descolada; além da “Brinquedoteca Colaborativa”, composta também pelo projeto Tina Descolada juntamente com o Instituto Ideias e a Ciranda de Soli.

Adilson Mariano e seu livro Bombyx Mori
10/06
Segunda
Adilson Mariano lança o livro Bombyx Mori
Pela Editora Autografia, o autor utiliza a metáfora da mariposa como exemplo da capacidade de metamorfose feminina

Na noite de sexta-feira (14/06), às 20h, o Café Literário recebe o lançamento do livro Bombyx Mori, de Adilson Mariano.

O autor utiliza a metáfora da mariposa como exemplo da capacidade de metamorfose feminina. Assim como a Bombyx Mori, lagarta conhecida como bicho da seda, constrói um casulo no qual deve sair por si mesmo, a mulher, principalmente do século XXI, constantemente constrói e rasga casulos, e somente ela é capaz de romper esse invólucro. De acordo com pesquisadores a mariposa possui uma vida curta e geralmente morre em busca da luz, conquanto as personagens do livro se libertem plenamente. A morte é mais uma metáfora de libertação. Alguns poderão considerar o livro como um manifesto feminista e, portanto somente para uma leitora. É bom lembrar que o texto é escrito por um homem que busca compreender esse universo e, portanto, outros homens devem realizar a leitura do livro. Não, não é feminista, não se pretende discutir direitos, mas relatar atos de libertação, nem sempre o que se considera libertário é de fato liberdade, talvez mais uma forma de prisão, por isso buscou-se no título um ser que constrói e desconstrói o seu próprio casulo.

Factual x ficção São histórias ficcionais, algumas inspiradas em fatos reais. Nem sempre é possível ao leitor identificar se é ficção ou uma realidade distorcida. Por mais que a ficção nos surpreenda é o cotidiano que a inspira. No inicio do livro, o autor pede para que não julguem as mariposas, apenas deixem que voem. Algumas histórias são leves e com pequenos toques de humor, outras são densas, amargas como a própria vida.

Tem romance? Sim, é praticamente tirar o romanceado de uma alma feminina. Tem família? Com certeza, família em diversas configurações. No livro o leitor irá encontrar amor, dor, alegria, surpresa, ou seja, muita coisa da vida. Nesse sentido, o livro não é ficção é completamente factual.

O autor

Adilson Mariano é artista profissional devidamente registrado com DRT em artes cênicas. Possui em seu currículo aproximadamente, entre adaptações e originais, vinte peças, dentre essas se destacam A Mandragora: Uma Porção do Amor; Só Para Mulheres- Uma Comédia Grega; O Pacote; Antes do Terceiro Sinal. Atualmente é

diretor do Grupo Teatral Entreactos. Como ator participou de diversos grupos teatrais de Ipatinga e três filmes pela Filminas. Atualmente dirige o Grupo Teatral Entreactos.

Além de artista é contador com especialização no terceiro setor, prestando serviços de consultorias em projetos sociais e culturais. Também é professor e, atual coordenador do curso de Ciências Contábeis da Faculdade Pitágoras. Bombyx Mori – Crônicas e Contos de Mariposas, é o segundo livro e o primeiro de crônicas e contos. Está em produção Trecho, livro de crônicas e contos do universo masculino, embora não pareça o homem não é tão forte quanto aparenta, sente dor, se emociona... mas isso é uma outra história, ou histórias.

O livro poderá se adquirido no dia do lançamento ou pré-venda no telefone (31)99997-6940 e e-mail adilsonator@hotmail.com.

Contém Cultura no Bugre
07/06
Sexta
Sesc leva Cineminha Literário ao Contém Cultura do Bugre
Filmes exibidos durante o Salão do Livro dialogam com o tema Sublimação

O Cineminha Literário do 12º Salão do livro traz sessões com filmes do Cine Sesc para o Contém Cultura do Bugre, de 12 a 14 de junho (quarta a sexta-feira). A sala climatizada para ações culturais, construída em uma área pública com dois containers, está localizada na Praça Padre Francisco Weber, no Centro da cidade.

O Jardim Interno do Centro Cultural Usiminas também receberá o Cineminha Literário com o apoio do Sesc. Estarão em exibição filmes que dialogam com o tema do evento, “sublimação pela arte”. Outros filmes apresentam visões sobre a relação com o outro e com acontecimentos da vida, como a perda, o amadurecimento, a transformação e que, de certa forma, tangenciam o eixo temático. Confira a programação:

Programa MUMIA:

🎬 A doida, de Svetlana Filippova

🎬 Metamorfose, de Jane Carmem de Oliveira

🎬 O projeto do meu pai, de Rosária Moreira

🎬 Caminho dos gigantes, de Alois di Leo

Programa Nueva Mirada - programa 9:

🎬 Ormie, de Rob Silvestre

🎬 Rodas, curativos e pirulitos, de María Bedel

🎬 Kostya, de Anton Dyakov

🎬 Lumi, de Martin Piana

🎬 A aula de natação, de Danny de Vent

🎬 Corrida, de Jānis Cimermanis

🎬 Grand Prix, de Marc Riba e Anna Solanas

🎬 O príncipe Rato, de Albert Radl

Programa Nueva Mirada - programa 10:

🎬 O irmão mais velho, de Jesús Ernesto Pérez del Barco, Elisabeth Hüttermann

🎬 Meu monstro e eu, de Claudia Röthlin

🎬 O relógio de areia, de Pierre Schwarz

🎬 O som do sino, de Dustin Rees

🎬 Sou redondo, de Mario Adamson

🎬 Sinfonia monstruosa, de Kiana Naghshineh

🎬 O caçador de frango, de Pascale Hecquet

🎬 Rising Hope, de Milen Vitanov

🎬 Lágrimas de um palhaço, de Claudio Sá

🎬 Sinais, de Adrian Flückiger

🎬 Cedo ou tarde, de Jadwiga Kowalska

Beatriz Myrrha e Ricardo Albino
06/06
Quinta
Tarde Literária com Beatriz Myrrha e Ricardo Albino
Mantendo sua tradição de itinerância, 12º Salão do Livro realiza oficina de contação de histórias na Biblioteca Pública de Ipatinga

Em parceria com a Prefeitura de Ipatinga, o Salão do Livro Vale do Aço promove uma Tarde Literária, na Biblioteca Pública Municipal Zumbi dos Palmares, no dia 14 de junho (sexta-feira), a partir das 14h. Inscrições: (31)9 8324.4860.

A escritora e contadora de histórias Beatriz Myrrha irá falar sobre “Narração de histórias: a primeira palavra”. Trata-se de um encontro para refletir sobre a importância de narrar e para criar intimidade com as principais ferramentas de um contador de histórias. Um momento de ouvir, contar e se encantar com palavras.

O jornalista e idealizador do projeto Ricontar Histórias, Ricardo Flávio Albino, também irá participar da Tarde Literária, contando como paralisia cerebral com a qual nasceu não o limitou de seguir adiante e buscar os seus sonhos. Desde 2017, Ricardo conta suas histórias e, por meio delas, transmite lições de vida. O objetivo é levar a todos os lugares possíveis a aceitação das diferenças.

Rafa Mattos leva oficina para escolas do Vale do Aço. Foto: João Borba
05/06
Quarta
Salão do Livro recebe atrações do Sesc em Minas
Sesc em Minas leva Biblioteca Volante, oficinas, intervenções em escolas públicas e Cineminha Literário ao 12º Salão do Livro

Pelo quarto ano consecutivo, o Sesc em Minas enriquece a programação do Salão do Livro Vale do Aço com diversas atrações. As atrações serão de 12 a 15 de junho, no Centro Cultural Usiminas, escolas públicas de Ipatinga, Revés do Belém e Timóteo e no Contém Cultura do Bugre.

A começar pela Biblioteca Volante do Sesc, que estaciona no Jardim Externo do Centro Cultural Usiminas de 12 a 15 de junho (quarta à sábado). O caminhão adaptado apresenta ao público visitante um acervo bibliográfico com mais de 6 mil títulos de diversos gêneros para consulta, como literatura brasileira, infantojuvenil e infantil, além de revistinhas em quadrinhos e mangás.

A equipe da Biblioteca Volante também ministrará aos visitantes a oficina “Construindo Sentimentos e emoções”, também realizada de 12 a 15 de junho (quarta à sábado). A oficina baseia-se na arte, interdisciplinaridade, no sublime e na criatividade. A equipe irá propor a escuta de músicas instrumentais e histórias, quando os participantes poderão expressar o que sentiram através de desenhos, pinturas e construção de esculturas.

Cinema

O Cineminha Literário do 12º Salão do livro traz sessões com filmes do Cine Sesc para o Contém Cultura, Contém Cultura - Praça Padre Francisco Weber, Centro, Bugre. A sala climatizada para ações culturais, construída em uma área pública com dois containers, receberá as sessões de cinema de 12 a 14 de junho (quarta a sexta-feira). O Jardim Interno do Centro Cultural Usiminas também receberá o Cineminha Literário com o apoio do Sesc. Estarão em exibição filmes que dialogam com o tema do evento, “sublimação pela arte”. Outros filmes apresentam visões sobre a relação com o outro e com acontecimentos da vida, como a perda, o amadurecimento, a transformação e que, de certa forma, tangenciam o eixo temático.

Amor nas escolas

O Sesc em Mina traz o designer Rafa Mattos para o 12º Salão do Livro com o objetivo de revolucionar as escolas por onde vai passar. A oficina “Plante amor nas escolas” levará intervenções artísticas com a criação de murais coletivos com os alunos da Escola Estadual João Paulo, de Revés do Belém; da Escola Municipal Paulo Freire, de Ipatinga; e da Escola Municipal Limoeiro, de Timóteo.

Com atividades lúdicas, Rafa Mattos propõe uma reflexão aos estudantes, mostrando que respeito, gentileza, união, bem-estar, harmonia e amizade nascem no amor ao próximo. Um regador com coração acompanhado da frase “Plante amor, colha o bem” ficará registrado nos murais pintados pelos estudantes juntamente com Rafa Mattos.

Diego Hemétrio ministra a oficina Musicaliza-ação, no Shopping Vale do Aço
04/06
Terça
Shopping Vale do Aço sediará três oficinas do Salão do Livro
“Corações Solidários”, “Musicaliza-ação” e “Pai tem que fazer de tudo” serão atrações do Salão no Shopping do Vale

O Shopping Vale do Aço receberá três oficinas do 12º Salão do Livro. As atrações começam no dia 12 de junho e serão realizadas na sala 269, no 3º piso do mall.

A oficina Corações Solidários abre a programação na quarta-feira (12/06) e será conduzida por Marta Alencar, em dois horários: às 10h e às 14h. A oficina propõe conviver com a diversidade humana e sensibilizar para a solidariedade, relações interpessoais, respeito às diferenças, atributos que contribuem para a saúde emocional e o bem da humanidade. Os temas serão simbolicamente concretizados por uma dinâmica de produção criativa de um coração feito pelos participantes – “coração solidário”.

Na sexta-feira (14/06), será a vez da oficina Musicaliza-ação, ministrada por Diego Hemétrio aos educadores e demais interessados, nos horários de 10h e 14h. A oficina foi concebida a partir do trabalho do músico Diego Hemétrio nos centros de convivência de saúde mental de Belo Horizonte. Nela, o propositor busca uma abertura de diálogo entre música, cotidiano e criação. As atividades acontecem através de encontros sonoros onde todos tocam, cantam e discutem de forma democrática a música. São abordados também conceitos básicos da estrutura da canção: letra, ritmo, melodia e harmonia. O objetivo da oficina não terá como foco o aperfeiçoamento musical, mas sim a liberdade de criação, o acesso a memórias musicais, os improvisos poéticos e a troca de saberes.

No sábado (15/06), de 15h às 16h, será a vez de Bruno Santiago mostrar que “Pai tem que fazer de tudo”. O escritor, que também lançará sua obra no estande da Editora Páginas no Salão do Livro, fará um bate-papo com as famílias sobre seu projeto, que promove a conscientização de que pai também tem papel fundamental na criação dos filhos. Recentemente, Bruno Santiago conquistou a aprovação uma portaria na Câmara Municipal de Belo Horizonte que permite aos pais terem fraldário no banheiro masculino em espaços comerciais, como Shoppings, por exemplo.

........................................

Inscrições para Oficinas

Informações: 31 98324 4860 (Claro)

Horários: das 8h30 às 12h e das 13h às 17h, de segunda a sexta-feira

04/06
Terça
Lançamento do livro Brincando de Deus
Bate-papo com o escritor Caberto Pimenta será no Café Literário

O autor Caberto Pimenta lançará o seu livro “Brincando de Deus” no dia 14 de junho (sexta-feira), às 17h, Café Literário 12º Salão. Caberto não é um contador de histórias, mas um autor que perdeu a visão por volta dos 25 anos de idade. Hoje aos 65 anos de idade, o autor vem exercitando sua imaginação com a literatura. Já possui dois outros textos infanto-juvenis no prelo, máquina de impressão gráfica. Ele irá contar como cria seus personagens, como a imaginação basta para se criar uma obra literária e de que forma vem mudando sua vida, de advogado, com a literatura.

João Marcos e Marcos Mota
03/06
Segunda
Editora Lê promove tardes de autógrafos com escritores
Escritores Marcos Mota e João Marcos lançam suas obras no estande da Editora Lê

Nos dias 14 e 15 de junho (sexta e sábado), o escritor Marcos Mota lança a Coleção Objetos do Poder no estande da Editora Lê, das 15h às 17h. O autor mineiro irá autografar a coleção formada por quatro títulos: “O enigma dos dados”, “O cemitério dos anões”, “A maldição das fadas” e “O resgate do Paladino”. Aventura e literatura fantástica são os principais ingredientes dessa coleção.

Dia 16 de junho (domingo), o autor valadarense João Marcos autografa livros infantis em quadrinhos para crianças, também no estande da editora Lê, Galeria Hideo Kobayashi do Centro Cultural Usiminas, das 14h às 17h.

Bruno Santiago, do "Pai tem que fazer de tudo"
02/06
Domingo
“Pai tem que fazer de tudo” vem para o 12º Salão do Livro
Com ação no Shopping do Vale e lançamento de livro no estande da Editora Páginas, Bruno Santiago apresenta projeto sobre paternidade

A Páginas Editora traz ao 12º Salão do Livro o escritor de Belo Horizonte, Bruno Santiago, para um bate-papo com o público e lançamento de livros no sábado do dia 15 de junho, das 11h às 12h, no estande da editora, na Galeria Hideo Kobayashi. Bruno é o idealizador do projeto “Pai Tem que Fazer de Tudo”. Por meio desse projeto, o autor promove a conscientização de que pai também tem papel fundamental na criação dos filhos.

Recentemente, Bruno Santiago conquistou a aprovação uma portaria na Câmara Municipal de Belo Horizonte que permite aos pais terem fraldário no banheiro masculino em espaços comerciais, como Shoppings, por exemplo.

Ainda no sábado (15/06), o projeto “Pai Tem que Fazer de Tudo” será uma das atrações do Salão do Livro a serem realizadas no Shopping Vale do Aço. De 15h às 16h, Bruno Santiago reúne pais, mães e filhos para um bate-papo e intervenções para os papais, na sala 269, no 3º piso do mall.

01/06
Sábado
Abertura solene apresenta “Mundo ao avesso”
Espetáculo teatral leva ao palco instituições de amparo a pessoas com Síndrome de Down

Sob direção de João Carlos Cardoso, o espetáculo “Mundo ao avesso” será a principal atração da noite de abertura do 12º Salão do Livro Vale do Aço, no dia 11/06 (terça-feira), às 19h, no Teatro do Centro Cultural Usiminas. Mundo ao avesso é um universo visto pelos olhos da arte. Perante a lei natural da arte, somos todos diferentes, porém iguais. Com esse conceito, o Espaço Cultural Casa Laboratório, em parceria com instituições de amparo a pessoas com Síndrome de Down.

Valorizando a diversidade e o valor pessoal que cada ser humano carrega, a performance irá reunir dança, música e teatro para a criação de um mundo onde tudo parece, mas não é do avesso. Entrada franca, sujeita à lotação do espaço.

31/05
Sexta
Abertura: Denise Maria apresenta "O que fica?"
Primeira atração do 12º Salão do Livro Vale do Aço aborda enfrentamento à violências contra mulheres e vulneráveis

A artista e pesquisadora Denise Maria abrirá as portas da 12ª edição do Salão do Livro Vale do Aço com a intervenção artística urbana “O que fica?”. A performance será na abertura do maior evento literário do Leste mineiro, no dia 11/6 (terça-feira), às 18h, no Jardim Literário do Centro Cultural Usiminas.

“O que fica?” é um dos desdobramentos de uma pesquisa de Denise Maria, iniciada em 2012, sobre o universo feminino, cultura do estupro, diversas formas de violência contra mulheres e vulneráveis, além de questões relacionadas ao bullying e ao assédio moral. A partir dos estudos, Denise faz uma ação performática, criada durante a cena, utilizando a escrita, a fala e a construção cênica de um varal composto com roupas manchadas de vermelho, que simboliza o sangue das vítimas de violência. Ao final da performance, é criada uma instalação de arte.

O objetivo é provocar a reflexão e o pensamento crítico sobre as questões relacionadas às agressões contra as mulheres e vulneráveis e incentivar o combate e enfrentamento dessas violências.

30/05
Quinta
Feira do Livro contará com dois ambientes
Espaços terão 24 estandes com editoras de todo o país

Uma das principais atrações do Salão do Livro Vale do Aço, a Feira do Livro será ampliada na 12ª edição. A novidade deste ano é que a Feira do Livro será dividida em 2 ambiente: na Galeria Hideo Kobayashi e no Jardim Literário, Jardim Externo do Centro Cultural Usiminas. Em dois espaços amplos, estarão 24 estandes com as principais editoras e distribuidoras do estado de Minas Gerais e do país, com diversidade de títulos literários.

E vale-livro, tem?

>> Sim, teremos vales-livros sorteados durante a grade de programação cultural a todos os participantes.

>> Os vales-livros deverão ser trocados entre os dias 12 e 15 de junho (de quarta-feira a sábado), somente na na Feira do Livro.

>> Lembrete importante: a venda ou troca por terceiros dos vales-livros é proibida,

sujeita a penalidades.

30/05
Quinta
Arte e literatura são caminhos para alcançar a saúde emocional?
Com patrocínio da Usiminas, maior evento literário do Leste mineiro aborda o processo psíquico “sublimação”, com atrações culturais realizadas de 11 a 16 de junho

A 12ª edição do Salão do Livro Vale do Aço responde essa pergunta discutindo o tema “sublimação”. O evento literário de representatividade no Leste mineiro retorna a Ipatinga e região, entre 11 e 16 de junho, com programação centralizada no Centro Cultural Usiminas. Realizado com recursos da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, por meio do patrocínio da Usiminas, o evento traz espetáculos teatrais e musicais, oficinas, contações de histórias, exposições, bate-papos com escritores, lançamentos de livros, Biblioteca Volante do Sesc em Minas , além da tradicional Feira do Livro. Todas as atividades são gratuitas.

De acordo com a psicóloga e curadora do 12º Salão do Livro Vale do Aço, Marta Alencar, a “sublimação” é uma das saídas encontradas por quem sofre com adoecimento emocional para ser aceito na sociedade, proporcionando uma autoestima positiva. “Trata-se de um processo psíquico gerado por desejos que não podem ser realizados. Esse sentimento é desviado ou transformado em criações artísticas e culturais como pintura, literatura, dança, esportes. Por meio da sublimação, algumas pessoas conseguem exteriorizar seus sentimentos, suas angústias e muitas vezes transformar essa energia negativa em algo bom, aceito pela sociedade”, explica Marta.

A produtora executiva do Salão do Livro Vale do Aço, Cibele Teixeira, revela que o tema escolhido visa ampliar o debate sobre a saúde mental e como a arte influencia no processo de cura e busca pela saúde emocional. “Acreditamos que a arte liberta. E discutir a inclusão de pessoas que se sentem impedidas de fazer o que desejam porque são diferentes é mais um dos importantes objetivos do nosso Salão. Nesta edição, provocamos uma reflexão sobre ‘sublimação’, por ser assunto de estudos que comprovam o quanto a arte e a literatura ajudam a vencer barreiras e, de fato, mudam a realidade das pessoas”, frisa Cibele.