De onze a dezesseis de junho no Centro Cultural Usiminas Instagram
Instagram
Espetáculo com alunos da Apae encanta abertura do 12º Salão do Livro
Com patrocínio da Usiminas, maior evento literário do leste de Minas vai até o próximo domingo,16 de junho

O primeiro dia de atrações do 12º Salão do Livro Vale do Aço, realizado na noite de terça-feira (11/06), foi marcado pela intervenção artística “O que fica?”, da artista e pesquisadora Denise Maria, e pelo espetáculo teatral “Mundo ao Avesso”, apresentado pelos estudantes e educadores da Apae, com apoio de músicos convidados e sob direção do Grupo Casa Laboratório. O evento de abertura contou com a presença do diretor-executivo de Produção da Usiminas, Américo Ferreira Neto, da presidente da Câmara Mineira do Livro, Gláucia Gonçalves; entidades da região, de vereadores e do presidente da Câmara Municipal de Ipatinga, Jadson Heleno, além de autoridades representando as prefeituras de Timóteo, Ipatinga e Coronel Fabriciano.

Realizado com recursos da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, por meio do patrocínio da Usiminas, o evento vai até o próximo domingo (16/06), com espetáculos teatrais e musicais, oficinas, contações de histórias, exposições, bate-papos com escritores, lançamentos de livros, Cineminha Literário, Biblioteca Volante do Sesc em Minas, além da tradicional Feira do Livro. A solenidade de abertura contou com a tradução por intérprete de Libras, assim como os espetáculos teatrais e os bate-papos com escritores. Todas as atividades são gratuitas e a programação completa está disponível no site www.salaodolivrovaledoaco.com.br.

Incentivo à cultura.

Em discurso na solenidade de abertura, a produtora executiva do 12º Salão do Livro Vale do Aço, Cibele Teixeira, ressaltou a importância do patrocínio da Usiminas e dos apoiadores locais para a continuidade do evento literário. “A realização do Salão do Livro Vale do Aço é uma prova de resistência. Enquanto o mercado editorial diminuiu, políticas públicas do livro, da leitura e bibliotecas estão aquém do necessário; salões e feiras de literatura de todo o país estão cancelando parte da programação por falta de incentivo, o Salão do Livro Vale do Aço se mantém firme”, enfatizou. “Seguimos com o objetivo de alcançar mais municípios que não têm acesso à cultura e poder fazer a parte de um gráfico de leitores que ano a ano vem aumentando”, acentuou Cibele Teixeira.

O diretor-executivo de Produção da Usiminas, Américo Ferreira Neto, reforçou a importância do Salão do Livro Vale do Aço como forma de acesso à cultura, além de permitir a inclusão de pessoas com deficiência. “Acreditamos que este é o caminho a ser seguido e de que devemos ser multiplicadores de ações que ampliem as oportunidades para diversidade”, frisou. “Sou professor universitário e tenho vivência com pessoas com deficiência em sala de aula. Esta experiência mostrou o quanto precisamos facilitar a inclusão, o que eventos como o Salão do Livro proporciona. Me sinto honrado de poder participar desta edição”, declarou Américo.

Para a analista cultural do Sesc em Minas Gerais, Amanda Moreira, o Salão do Livro Vale do Aço é um encontro revolucionário. “Todo encontro que traz oportunidade é revolucionário. E o Salão do Livro é um exercício de resistência. Resistir é ter energia, reagir, lutar, persistir. É por isso que este evento precisa da nossa força. A cultura é um ato de resistência”, enfatizou Amanda.

A presidente da Câmara Mineira do Livro, Gláucia Gonçalves, por sua vez, convidou a todos os presentes a serem protagonistas do Salão do Livro nas próximas edições. “Temos a missão de transformar desafios em oportunidades. E está em nossas mãos escrever mais uma importante página desta história, que o Salão do Livro Vale do Aço escreve há 12 edições. Um evento desse porte, que impacta as pessoas, crianças, adultos, precisa de mais apoio”, propôs Gláucia.

Fim de semana

Até o fim da semana, a programação será intensa. Sábado e domingo (15 e 16/06), as contações de histórias vão tomar conta do Salão. E as crianças vão aprender a fazer brinquedos na oficina “Brinquedos de Papelão”, com Gustavo Mobri. No sábado, às 10h, Marcelo Xavier faz o Arte em Família “Construindo Personagens de Massinha”. E domingo, às 14h30, Assis de Zévila e equipe Eco Planet trazem a oficina Cantinho Ambiental. Inscrições: 31 98324 4860 (Claro).

A programação noturna traz bate-papos com escritores. Nesta sexta-feira (14/06), o jornalista Jairo Marques e o artista plástico Marcelo Xavier comandam o debate sobre a acessibilidade para cadeirantes nas grandes metrópoles. Logo após, às 20h, Nega Agna apresenta “Eternamente Elis”. No sábado (15/06), Beatriz Myrrha e Marcos Albricker narram, recitam e cantam o amor e o erotismo num espetáculo que reúne, entre outros, textos e canções.As inscrições para os bate-papos podem ser feitas pelo telefone 31 98324 4860 (Claro).

No domingo, o 12º Salão do Livro encerra com o show Forró no escuro, do Grupo Forró Cabra Cega, que traz uma característica ímpar no meio artístico: todos os músicos são cegos. Oshow festivo terá o melhor do forró tradicional, no repertório clássicos do cancioneiro dos amantes de forró.

12º Salão do Livro começa na próxima terça-feira
Com patrocínio da Usiminas, maior evento literário do Leste mineiro traz atrações culturais de 11 a 16 de junho e já supera 25% de agendamento de escolas para a programação

A 12ª edição do Salão do Livro Vale do Aço abre suas portas na próxima terça-feira (11/06), às 18h, no Centro Cultural Usiminas. O evento literário de grande representatividade no Leste mineiro vai até domingo (16/06) e discute o tema “sublimação”. Realizado com recursos da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, por meio do patrocínio da Usiminas, o evento traz espetáculos teatrais e musicais, oficinas, contações de histórias, exposições, bate-papos com escritores, lançamentos de livros, Cineminha Literário, Biblioteca Volante do Sesc em Minas, além da tradicional Feira do Livro. Todas as atividades são gratuitas e estão no www.salaodolivrovaledoaco.com.br.

Para a produtora executiva do Salão do Livro Vale do Aço, Cibele Teixeira, esta edição está ainda mais especial. “O nosso desafio é sempre fazer um salão diferente, levar cultura, arte e livros para mais pessoas. Nossa motivação está em alcançar esse público que não tem fácil acesso à cultura. A cada ano, conseguimos mais adesão das escolas. Em 2019, já alcançamos 25% de agendamentos de escolas para nossa programação além da edição anterior. Isso enche nosso coração de alegria. A cada edição, alcançamos mais cidades ao entorno de Ipatinga, mais zonas rurais. Nossa motivação está em alcançar municípios que não tem acesso à cultura e fazer parte de um gráfico de leitores que ano a ano aumenta”, detalha Cibele.

Noite de abertura

A primeira atração do evento literário será a intervenção artística urbana “O que fica?”, da artista e pesquisadora Denise Maria, no dia 11/6 (terça-feira), às 18h, no Jardim Literário do Centro Cultural Usiminas. A performance irá propor uma reflexão sobre diversas formas de violência contra mulheres e vulneráveis, além de questões relacionadas ao bullying e ao assédio moral. A intervenção é aberta ao público.

Ainda no dia 11 de junho, às 19h, a abertura solene do 12º Salão do Livro Vale do Aço será no Teatro do Centro Cultural Usiminas, com a participação de representantes da Usiminas, Instituto Usiminas, Câmara Mineira do Livro, Sesc em Minas Gerais e demais apoiadores, seguida do espetáculo "Mundo ao avesso" , de João Carlos Cardoso, do Grupo Casa Laboratório, que leva ao palco instituições de amparo a pessoas com Síndrome de Down e reúne dança, música e teatro. Entrada gratuita.

Ao fim da solenidade, as exposições que integram a programação permanente do 12º Salão do Livro estarão abertas à visitação. O fotógrafo Wellington Silveira lança a exposição “Entre Linhas” durante o momento “Alinhavando conversas com recuperandos da Apac”, a partir das 20h, na Galeria Hideo Kobayashi. Também serão abertas à visitação as exposições de fotografia e no “Reino das Diferenças”, ambas do Projeto Tina Descolada; além da “Brinquedoteca Colaborativa”, composta também pelo projeto Tina Descolada juntamente com o Instituto Ideias e a Ciranda de Soli.

Feira do Livro

A novidade deste ano é que a Feira do Livro será dividida em 2 ambientes: na Galeria Hideo Kobayashi e no Jardim Literário, localizada no Jardim Externo do Centro Cultural Usiminas. Em dois espaços amplos, estarão 24 estandes com as principais editoras e distribuidoras do estado de Minas Gerais e do país, com diversidade de títulos literários. Vales-livros serão sorteados durante a grade de programação cultural a todos os participantes e deverão ser trocados entre os dias 12 e 15 de junho (de quarta-feira a sábado), somente na Feira do Livro. A venda ou troca por terceiros dos vales-livros é proibida.

Parceria do Sesc em Minas

Pelo quarto ano consecutivo, o Sesc em Minas enriquece a programação do Salão do Livro Vale do Aço com diversas atrações, de 12 a 15 de junho, no Centro Cultural Usiminas, com a Biblioteca Volante do Sesc; oficinas nas escolas públicas. Também leva o Cineminha Literário ao Contém Cultura do Bugre, de 12 a 14 de junho (quarta a sexta-feira), com filmes que dialogam com o tema do evento e apresentam visões sobre a relação com o outro e com acontecimentos da vida, como a perda, o amadurecimento, a transformação. O Jardim Interno do Centro Cultural Usiminas também receberá o Cineminha Literário com o apoio do Sesc, de 12 a 15 de junho (terça à sábado).

Amor nas escolas

O Sesc em Minas também traz o designer Rafa Mattos para o 12º Salão do Livro com o objetivo de revolucionar as escolas por onde o artista vai passar. A oficina “Plante amor nas escolas” levará intervenções artísticas com a criação de murais coletivos com os alunos da Escola Estadual João Paulo, de Revés do Belém; da Escola Municipal Paulo Freire, de Coronel Fabriciano; e da Escola Municipal Limoeiro, de Timóteo. Um regador com coração acompanhado da frase “Plante amor, colha o bem” ficará registrado nos murais pintados pelos estudantes juntamente com Rafa Mattos.

Saúde mental é tema do 12º Salão do Livro
Com patrocínio da Usiminas, maior evento literário do Leste mineiro aborda o processo psíquico “sublimação”, com atrações culturais realizadas de 11 a 16 de junho

Arte e literatura são caminhos para alcançar a saúde emocional? A 12ª edição do Salão do Livro Vale do Aço responde essa pergunta discutindo o tema “sublimação”. O evento literário de representatividade no Leste mineiro retorna a Ipatinga e região, entre 11 e 16 de junho, com programação centralizada no Centro Cultural Usiminas. Realizado com recursos da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, por meio do patrocínio da Usiminas, o evento traz espetáculos teatrais e musicais, oficinas, contações de histórias, exposições, bate-papos com escritores, lançamentos de livros, Biblioteca Volante do Sesc em Minas , além da tradicional Feira do Livro. Todas as atividades são gratuitas e estão no www.salaodolivrovaledoaco.com.br.

De acordo com a psicóloga e curadora do 12º Salão do Livro Vale do Aço, Marta Alencar, a “sublimação” é uma das saídas encontradas por quem sofre com adoecimento emocional para ser aceito na sociedade, proporcionando uma autoestima positiva. “Trata-se de um processo psíquico gerado por desejos que não podem ser realizados. Esse sentimento é desviado ou transformado em criações artísticas e culturais como pintura, literatura, dança, esportes. Por meio da sublimação, algumas pessoas conseguem exteriorizar seus sentimentos, suas angústias e muitas vezes transformar essa energia negativa em algo bom, aceito pela sociedade”, explica Marta.

A produtora executiva do Salão do Livro Vale do Aço, Cibele Teixeira, revela que o tema escolhido visa ampliar o debate sobre a saúde mental e como a arte influencia no processo de cura e busca pela saúde emocional. “Acreditamos que a arte liberta. E discutir a inclusão de pessoas que se sentem impedidas de fazer o que desejam porque são diferentes é mais um dos importantes objetivos do nosso Salão. Nesta edição, provocamos uma reflexão sobre ‘sublimação’, por ser assunto de estudos que comprovam o quanto a arte e a literatura ajudam a vencer barreiras e, de fato, mudam a realidade das pessoas”, frisa Cibele.

A diretora do Instituto Usiminas, Penélope Portugal, comemora a parceria com o Salão do Livro em mais uma edição. “Instituto Usiminas e Salão do Livro firmaram laços e o projeto se tornou a maior feira literária do Leste de Minas Gerais, exercendo um importante papel no incentivo à leitura para comunidade e escolas, além da formação de educadores. Por tudo isso, nos orgulhamos em apoiar iniciativas como esta, que vão ao encontro da essência da nossa atuação”, afirma.

PROGRAMAÇÃO

Direcionada pelas possibilidades que a arte e a literatura proporcionam, a programação do 12ª Salão do Livro apresentará projetos, publicações, oficinas, exposições e espetáculos que mostram a relevância da arte como um importante mecanismo de crescimento pessoal e de transformação da sociedade.

O ponto alto da programação noturna está nos debates com escritores, realizados entre 12 a 14 de junho, às 19h30, no Teatro do Centro Cultural Usiminas, com entrada gratuita. Na quarta-feira (12/06), Raquel Souza - Floramanga e a médica Aparecida Xavier conduzem o bate-papo sob o tema “Histórias, Integração Sensorial e a Formação do Imaginário - Novos Caminhos para Abordagem do Espectro Autista". O poder das histórias e do imaginário para crianças diagnosticadas com TEA (Transtorno do Espectro Autista) será enfatizado durante a roda de conversa.

Na quinta-feira (13/06), será a vez do artista visual João Pinheiro e da professora Sirlene Barbosa abrirem uma reflexão sobre o papel da mulher negra na literatura. O bate-papo terá como viés a obra “Carolina - Uma Biografia em HQ”, que narra a história de Carolina Maria de Jesus (1914-1977), escritora, negra, mulher, que publicou livros de sucesso, tendo a sua principal obra literária traduzida em diversas línguas. Na sexta-feira (14/06), o jornalista Jairo Marques e o artista plástico Marcelo Xavier comandam o debate sobre a acessibilidade para cadeirantes nas grandes metrópoles. As inscrições para os bate-papos podem ser feitas pelo telefone 31 98324 4860 (Claro).

OFICINAS

Voltadas para educadores, crianças e famílias, as oficinas recreativas do Salão do Livro vão apresentar diversas formas de exteriorizar os sentimentos por meio da arte. Em “Corações Solidários”, ministrada por Marta Alencar, no dia 12 de junho (quarta-feira), às 10h e às 14h, crianças a partir de 5 anos poderão participar de uma dinâmica criativa e conversar sobre diversidade. Durante a oficina, Marta apresenta o seu projeto Tina Descolada, que mostra as possibilidades e inspira a sociedade, de modo sensível e poético, a convivência, com naturalidade, com a diversidade humana. E Diego Hemétrio leva “Musicaliza-ação”, no dia 14 de junho (sexta-feira), também às 10h e às 14h, para educadores e demais interessados. Ambas oficinas serão no Shopping Vale do aço.

Sábado e domingo (15 e 16/06), as crianças vão aprender a fazer brinquedos na oficina “Brinquedos de Papelão”, com Gustavo Mobri. No sábado, às 10h, Marcelo Xavier traz a oficina “Construindo Personagens de Massinha”. E domingo, às 14h30, Assis de Zévila e equipe Eco Planet trazem a oficina Cantinho Ambiental. Inscrições para as oficinas na Secretaria Executiva do Salão do Livro Vale do Aço, pelo telefone 31 98324 4860 (Claro).

Biblioteca Volante Sesc

A oficina recreativa “Construindo Sentimentos e Emoções” será uma das principais atividades da Biblioteca Volante do Sesc, que estaciona no Jardim Literário do Salão do Livro Vale do Aço, no Jardim Externo do Centro Cultural Usiminas, entre 12 e 15 de junho (quarta a sexta), das 8h às 16h, e 16 de junho (sábado), das 10h às 17h. A oficina baseia-se na arte, interdisciplinaridade, no sublime e na criatividade. A equipe irá propor a escuta de músicas instrumentais e histórias, quando os participantes poderão expressar o que sentiram através de desenhos, pinturas e construção de esculturas.

A Biblioteca Volante do Sesc participa do Salão do Livro pela quarta vez consecutiva, e apresenta ao público visitante um acervo bibliográfico com mais de 6 mil títulos de diversos gêneros para consulta, como literatura brasileira, infantojuvenil e infantil, além de revistinhas em quadrinhos e mangás. A visitação e participação das oficinas da Biblioteca Volante devem ser agendadas na Ação Educativa do Centro Cultural Usiminas, pelos telefones: 3822.3731/ 3822.2215.

Salão do Livro

Em 13 anos de trajetória literária e cultural, o Salão do Livro já reuniu um público de quase 400 mil visitantes, em média 30 mil pessoas a cada ano. O projeto surgiu de uma parceria entre Usiminas e a produtora cultural Paralelo 3 Projetos Especiais, com o apoio institucional da Câmara Mineira do Livro, para promover a interiorização da iniciativa e democratização da literatura e da cultura. Conta com o patrocínio da Usiminas para realização da programação cultural e da Feira do Livro, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura. Em 2019, o Salão do Livro conta com apoio cultural do Sesc em Minas e tem como apoiadores locais a prefeitura de Ipatinga, o Shopping Vale do Aço e o Instituto Usiminas.

SERVIÇOS

12º Salão do Livro Vale do Aço

11 a 16 de junho de 2019

Terça-feira (19h às 22h) Quarta à sexta (8h às 22h) Sábado (9h às 22h) Domingo (10h às 18h)

Inscrições para oficinas e bate-papos com escritores: 31 98324 4860 (Claro)

Agendamento escolar, visitação e Biblioteca Volante do Sesc: 31 3822 3731.3822 2215

Programação completa: www.salaodolivrovaledoaco.com.br