De onze a dezesseis de junho no Centro Cultural Usiminas Instagram
Instagram
12 a 15
de  junho
Biblioteca Volante do SESC
Programação SESC

Desde 1956, a Biblioteca Volante é realizada, gratuitamente, pelo Sesc Minas assumindo a missão de levar aos municípios de Minas Gerais a promoção e o acesso à cultura através da Literatura. Contando com acervo de mais de 6.000 títulos que privilegia a Literatura Brasileira, Infanto-juvenil e Infantil, além de revistinhas em quadrinhos e mangás, essa Unidade Móvel adaptada para circular pelo interior do estado oferece ao público consultas a seu acervo bibliográfico e a participação em oficinas de biblioteca com caráter lúdico-literário.

A falta do hábito de ler pode trazer consequências e prejuízos para a vida pessoal e profissional de cada indivíduo. A leitura é, sem dúvida, uma das melhores formas de capacitação e de inserção do ser humano na sociedade, além de fornecer momentos de diversão e entretenimento. Através desta prática é possível aprender, refletir, criticar, desenvolver a linguagem, entre outras potências que incentivam os sujeitos a exercerem seu papel enquanto cidadão. Assim, a atuação da Biblioteca Volante vem incentivar tal prática.

Visando fortalecer e valorizar eventos de cunho literário realizados no interior de Minas Gerais, a Biblioteca Volante também participa de feiras literárias, quando são realizadas consultas ao acervo e oficinas de biblioteca.

Estrutura

Os atendimentos acontecem dentro de um caminhão adaptado com prateleiras e acervos bibliográficos de diversos gêneros para a realização de consultas, acompanhados por uma equipe de profissionais especialmente preparados.

Horários: das 8h às 16h (de 12 a 14/6) e das 10h às 17h (15/6)
Capacidade: 50 participantes
Público: Livre
Jardim Literário - Jardim Externo do Centro Cultural Usiminas
12 a 16
de  junho
Cinema Literário Sessão Especial SESC
Programação SESC

Trazemos ao Salão do Livro Vale do Aço uma sessão especial de cinema, são 2 programas compostos por curtas-metragens e 1 programa composto por um longa-metragem. Uma proposta curatorial que dialoga com o tema sublimação através da arte, em alguns títulos de forma mais clara, e outros de forma mais sútil, relacionando a sublimação com acontecimentos da vida, como a perda, o amadurecimento, a transformação e que, de certa fora, tangenciam o tema do Salão.

12, 13 e 14 de junho

Sessão 1 - Programa Múmia (27 min) + Programa Nueva Mirada 9 (60 min)

Programa Múmia, composto pelos curtas-metragens:

A Doida (Dir. Svetlana Filippova, Brasil/2017, 3min)
Baseado no conto homônimo de Carlos Drummond de Andrade.

Metamorfose (Dir. Jane Carmen de Oliveira, Brasil/2017, 6min)
Em busca de aceitação e felicidade, uma menina se espelha nas pessoas ao seu redor.

O Projeto do Meu Pai (Dir. Rosária Moreira , Brasil/2016, 6min)
Eu tenho um amigo que diz que a gente precisa desenhar uma mesma coisa mil vezes, até ela ficar do jeito que a gente acha que é.

Caminho dos Gigantes (Dir. Alois Di Leo, Brasil/2016, 12min)
Em uma floresta de árvores gigantes, Oquirá uma menina indígena de seis anos, vai desafiar o seu destino e descobrir o ciclo da vida.

Programa Nueva Mirada 9, composto pelos curtas-metragens:

Ormie (Dir. Rob Silvestri, Países Baixos/2009, 4 min)
Ormie é um porco, em todos os sentidos da palavra: veja suas tentativas de ganhar o sabor doce e quente que é sua obsessão.

Rodas, Curativos e Pirulitos (Dir. Maria Medel, Espanha/2010, 8 min)
Hugo está feliz brincando com seu triciclo. Até conhecer a Carol. A partir daí ele fará qualquer coisa para impressioná-la.

Kostya (Dir. Anton Dyakov, Rússia/2012, 6 min)
Nossa história começa no cemitério, onde o esqueleto de Kostya vem ao mundo. Como uma criança feliz, Kostya vai em busca de seu futuro incerto que, claro, promete ser brilhante. O público se torna testemunha das aventuras de Kostya na megacidade moderna.

Lumi (Dir. Martin Piana, Argentina/2009, 3 min)
Lumi descobre seu mundo pela primeira vez. Olhe para o céu e mova-se antes das estrelas. Nesse momento tudo escurece e de repente aparece GriGro, um ser estranho que cresce imensamente com a ausência de luz.

A Aula de Natação (Dir. Danny de Vent, Bélgica/2008, 9 min)
A mãe leva Jonas, com quatro anos de idade, para sua primeira aula de natação. É um mundo novo, ele está com medo e quer ir para casa. Na tentativa de escapar, ele cai na piscina e ninguém percebe. Graças aos carros alegóricos, ele não afunda, mas terá que sair sozinho.

Corrida (Dir. Jânis Cimermanis, Europa/2012, 7 min)
Uma tourada acontece na Praça de Touros de Madri, a capital espanhola. Desta vez, o toureiro não tem o mesmo sucesso que ele normalmente tem e ele é forçado a correr por sua vida. Ao encontrar um lugar para o abrigo do touro enfurecido, o toureiro usa o celular para pedir ajuda. A “equipe de resgate” recebe sua ligação. É a sua primeira chamada da Europa. Em seu novo avião amarelo, três homens corajosos partem para uma missão de resgate.

Grand Prix (Dir. Marc Riba e Anna Solanas, Espanha/2011, 8 min)
Céu claro. Veículos prontos no grid de largada. Blas, Ivan e Hector tomam seus lugares. Vai começar! Pronto, pronto.

O Príncipe Rato (Dir. Albert Radl, Alemanha/2011, 14 min)
O Príncipe Rato é um conto de fadas com tudo o que tem para ser num conto de fadas: um castelo, uma princesa, um príncipe, um dragão, um admirador secreto e emoções profundas. Mas também tem um final inesperado e uma mensagem incomum sobre pequenos heróis e grandes desejos.

Horário: 12h
Duração: 87 minutos
Capacidade: 20 lugares
Público: Livre, a partir de 12 anos
Galeria Hideo Kobayashi do Centro Cultural Usiminas


15 e 16 de junho

Sessão 2 - Programa Múmia (27 min) + Programa Nueva Mirada 10 (63 min)

Programa Múmia, composto pelos curtas-metragens:

A Doida (Dir. Svetlana Filippova, Brasil/2017, 3min)
Baseado no conto homônimo de Carlos Drummond de Andrade.

Metamorfose (Dir. Jane Carmen de Oliveira, Brasil/2017, 6min)
Em busca de aceitação e felicidade, uma menina se espelha nas pessoas ao seu redor.

O Projeto do Meu Pai (Dir. Rosária Moreira , Brasil/2016, 6min)
Eu tenho um amigo que diz que a gente precisa desenhar uma mesma coisa mil vezes, até ela ficar do jeito que a gente acha que é.

Caminho dos Gigantes (Dir. Alois Di Leo, Brasil/2016, 12min)
Em uma floresta de árvores gigantes, Oquirá uma menina indígena de seis anos, vai desafiar o seu destino e descobrir o ciclo da vida.

Programa Nueva Mirada 10, composto pelos curtas-metragens:

O Irmão Mais Velho (Dir. Jesús ernesto Pérez del Barco, Elisabeth Hüttermann, Suiça/Alemanha/2011, 6min)
Um filme para crianças sobre diversão e crueldade entre as crianças. Dois desenhos animados se tornam seres vivos. Eles humilham um terceiro personagem e zombam dele porque ele não está completo. No entanto, a superioridade dos dois primeiros não durará muito quando eles perceberem que é seu irmão mais velho.

Meu Monstro e Eu (Dir. Claudia Röthlin, Suiça/2008, 3min)
Uma garota tem muito medo de monstros. Eles estão por toda parte: no porão, na rua e embaixo da cama. Eles até olham por cima dos ombros ao fazer o dever de casa.

Relógio de Areia (Dir. Pierre Schwarz, França/2009, 1min)
Diga a ela que você a ama… alguns momentos acontecem rápido demais. Alguns momentos curtos, mas decisivos, podem mudar sua vida.

O Som do Sino (Dir. Dustin Rees, Suiça/2007, 4min)
Ser controlado pelo tempo pode deixar sequelas!

Sou Redondo (Dir. Mario Adamson, Suécia/2011, 14min)
Como todo mundo, Mathilda nasce “redonda”. Ao contrário dos outros, não pode – ou não quer – tornar-se um “quadrado”. À medida que cresce, tenta adaptar-se aos critérios das pessoas quadradas, mas sem sucesso. Um dia, em seu trabalho chato, ele conhece Alex. Ele é como ela: “redondo”.

Sinfonia Monstruosa (Dir. Kiana Naghshineh, Alemanha/2012, 4min)
Uma menina exercita sua voz com seus monstruosos amigos, para assustar os adultos.

O Caçador de Frango (Dir. Pascale Hecquet, Bélgica/2011, 6min)
A vida paira por um fio. Às vezes, isso depende apenas de um antigo interruptor. A questão (tanto da vida quanto da morte) é: mantemos a luz acesa ou desligamos? A exploração entre caçador e vítima se desenvolve ao ritmo da música.

Rising Hope (Dir. Milen Vitanov, Alemanha/2012, 10min)
Rising Hope costumava ser o cavalo mais rápido do mundo, mas, de repente, começa a perder corrida após corrida. Com a ajuda de um novo amigo Rising Hope recupera a esperança e, com isso, ele mesmo.

Lágrimas de Um Palhaço (Dir. Cláudio Sá, Portugal/2011, 6min)
A história de um velho palhaço que vive uma vida rotineira e solitária. As decisões tomadas aleatoriamente levaram a um presente infeliz.

Sinais (Dir. Adriana Flückiger, Suiça/2008, 5min)
Erwin é uma doninha que vive e trabalha em um semáforo. Seu trabalho é controlar as luzes.

Cedo ou Tarde (Dir. Jadwiga Kowalska, Suiça/2008, 5min)
Um esquilo e um morcego. Dois mundos e dois momentos do dia se enfrentam. As forças subterrâneas governam o dia e a noite… e muito mais. Por acaso, esta vida cotidiana para. Assim começa a jornada comum de dois personagens solitários.

Horário: 12h
Duração: 90 minutos
Capacidade: 20 lugares
Público: Livre, a partir de 12 anos
Galeria Hideo Kobayashi do Centro Cultural Usiminas


12 a 15 de junho

Sessão 3 - Programa Minha Vida de Abobrinha (76 min)

Minha Vida de Abobrinha (Dir. Claude Barras, Suiça/2016, 76min)
Apelidado Abobrinha, Icaro, um sensível menino de nove anos, é deixado pela polícia em um orfanato depois que sua mãe falece. Deslocado neste novo universo, ele aos poucos começa a se relacionar com as outras crianças e descobre o significado de amizade e confiança.

Horário: 18h
Duração: 90 minutos
Capacidade: 20 lugares
Público: Livre
Galeria Hideo Kobayashi do Centro Cultural Usiminas